Royal Theatre (São Paulo - SP)

LOCAL DE APRESENTAÇÃO DE VÁRIOS TIPOS DE ESPETÁCULOS, INCLUSIVE EXIBIÇÕES CINEMATOGRÁFICAS.

Inauguração pública : 11/10/1913
Programa inaugural : "Paixão Louca" + apresentação dos ilusionistas Les Rosales e da orquestra dirigida pelo maestro Modesto de Lima.
O cinema teve várias reinaugurações até encerrar suas atividades em 01/07/1952.

Endereço : Rua Sebastião Pereira, 62 e 66 (depois, 72) - Santa Cecília

Proprietários : S. A. Cia. Royal-Theatre (até 31/01/1914), J. R. Staffa (até 31/01/1916), Empresa Cinematográfica D'Errico, Bruno, Lopes e Figueiredo (até 31/12/1923), Empresas Cinematográficas Reunidas Ltda. (até 03/1924), Domingos Fernandes Alonso (até 03/1926), Empresa Brasil de Filmes (até 1929).

Capacidade : 470 (plateia), 130 (balcões), 205 (frisas), 70 (atrás das frisas, provavelmente em pé no promenoir) e 190 (camarotes) - Total: 1065 lugares.
Outras reformas ocorreram, porque em 1939, o Royal tinha capacidade para 1024 pessoas, desaparecendo todo o arcabouço teatral das frisas e camarotes, ficando com 892 lugares na plateia e 132 nos balcões, além de uma nova fachada.

Depois, Cine-Theatro RoyalReal Theatro e Royal Cinema (a partir de 01/02/1914).

Em funcionamento ? : Não. O prédio foi demolido nos anos de 1950.

Curiosidades :
Amplo e mais adequado à dupla função de cinema e teatro.
Durante a sua existência, serviu para concorridos bailes carnavalescos e, também, para cerimônias festivas da colônia judaica.
Havia um coreto para orquestra na sala de espera.
Última sessão em 01/07/1952, com os filmes "Teresa Venerdi" e "Noturno Sertanejo".

Reabertura com nova administração (J. R. Staffa) e novo nome (Royal Cinema)
Notícia da reinauguração ocorrida em 27/02/1914
1926/1927
Em cartaz: "Ouro Sem Dono" (1926), com Tom Mix
1926/1927
Festa de natal com crianças pobres (12/1915)
1916
1918
Festa de natal com crianças pobres - Detalhe para as frisas laterais (12/1915)
Última sessão
Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.

Arquivo do blog

ACESSE O BLOG INICIAL


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.