Aurea (São Paulo - SP)

Inauguração pública : 27/04/1957
Endereço : Rua Aurora, 522 - Santa Ifigênia
Em funcionamento ? : Sim
Agora cine Kratos, exibindo apenas filmes pornográficos.
Curiosidades :
Nos anos de 1950 e 1960, exibia filmes de arte.

29/10/1994
2011
Detalhes do antigo cinema - 2015
Detalhes do antigo cinema - 2015
Detalhes do antigo cinema - 2015

São Luiz (Tatuapé) (São Paulo - SP)

Inauguração pública : 25/08/1937
Programa inaugural :
"O Rei Salomão da Broadway", com Edmund Lowe e Dorothy Page.
"Louco Por Ti", com George Burns e Gracie Allen.
Exibidor : Empresa Taddeu de Cinemas Ltda.

Reabertura
Inauguração solene : 20/02/1941
Inauguração pública : 21/02/1941
Programa inaugural :
"Tudo Isto e o Céu Também", com Bette Davis, "O Pintor Saiu Pintado" e complemento nacional "Parques da Cidade".
Exibidor : Empresa Rosiello & Berto

Endereço : Av. Celso Garcia, 3409 - Tatuapé

Capacidade : cerca de 1000 lugares
Projeção e som :  marca Triunfo

Em funcionamento ? : Não.
Atualmente, sedia uma empresa metalúrgica.

Anúncios de inauguração
Anúncios de reinauguração

Carrão (São Paulo - SP)

Inauguração pública : 19/12/1946
Programa inaugural : "Idílio na Selva", com Ray Milland e
"Rua dos Conflitos", com Jules Levey.
Exibidores :
Empresa Cine Carrão Ltda., de João Gomes Barreto, Lucidio Calió Ceravolo e Nicolau Taddeo.
Depois, em 1953, Empresa Cinematográfica Carotini & Lopes Ltda.
Em setembro de 1956, Walter Lopes e, a partir de março de 1957, Hercules Trida e Ivo Fonseca.
Endereço : Av. Conselheiro Carrão, 1741 - Vila Carrão
Capacidade : cerca de 1000 lugares
Em funcionamento ? : Não. Virou agência bancária.


Foto de Valtinho Cruz, para a página Eu Amo a Vila Carrão







Village (São Paulo - SP)

Inauguração pública : 21/07/1973
Filme inaugural : "O Assassinato de Trotsky", com Richard Burton, Alain Delon e Romy Schneider.

Endereço : Rua Três Rios, 246 - Bom Retiro
No subsolo do prédio do Instituto Cultural Israelita Brasileiro - ICIB.

Capacidade : cerca de 400 lugares

Antes, Teatro TAIB - Teatro de Arte Israelita Brasileiro.

Em funcionamento ? : Não

O prédio encontra-se em espera de captação de recursos para o início de uma grande reforma. O projeto de Isay Weinfeld visa preservar o prédio projetado por Ernest Mange em 1953, assim como o famoso TAIB, teatro desenhado por Jorge Wilheim em 1960, atualizando a infraestrutura, melhorando a circulação do público e dando maior legibilidade à construção original.



Histórico do prédio :
Inaugurado em 1953, em memória aos que sucumbiram nos campos de concentração nazistas, o prédio do Instituto Cultural Israelita Brasileiro - ICIB, nasceu para ser um monumento vivo, em que a memória serve como base para construção do futuro.
Em seu período de glória, o prédio de arquitetura modernista de três andares, destacava-se por ser um grande centro de formação crítica e política. Acolheu o jornal Nossa Voz, a Escola Scholem Aleichem e o Teatro TAIB.
Entre as décadas de 60 e 70, o ICIB, mais conhecido como Casa do Povo, funcionava como palco de múltiplas atividades. Uma de suas atrações era o TAIB, teatro com 400 lugares, que virou um foco de constentação à Ditadura Militar ao abrigar peças de Oduvaldo Viana e Augusto Boal.
O período de decadência do local começou no fim dos anos de 1970.
Hoje, por meio de iniciativas ligadas à cultura contemporânea, se afirma como lugar de memória e espaço de experimentação, em diálogo constante com o seu bairro, visando alcançar relevância local e internacional.
Para saber mais, clique aqui.
casadopovo.org.br

Anúncio de inauguração do cinema - 20/07/1973

Anúncio de inauguração do cinema - 21/07/1973

Anos 60

Anos 60

2013

2014

2016



São José (Brotas - SP)

Inauguração : 1956
Endereço : Av. Rodolpho Guimarães, 635 - Centro
Brotas - SP
Telefones: (14) 3653.4385 - 3653.4382
Ar condicionado
Sala com capacidade para 329 lugares
Camarotes com capacidade para 72 lugares

Cine São José - A História do Cinema
O Cine São José de Brotas teve sua primeira sede na Avenida Rui Barbosa, e seu nome foi uma homenagem ao santo de devoção da família do proprietário. Por coincidência, todos os proprietários posteriores tinham José em seus nomes. Anos mais tarde, passou a funcionar na Praça Amador Simões, bem no centro da cidade, sendo vendido logo em seguida.
Inspirados no Cine Avenida de São Carlos, os novos proprietários construíram o novo prédio do Cine São José, inaugurado em 1956, na Avenida Dois, agora Av. Rodolfo Guimarães, onde funciona até hoje. Passou a ser chamado de Palácio Encantado da Cidade.
Os filmes de Mazzaropi lotavam o cinema nessa época, exigindo muitas vezes uma segunda sessão.
O cinema abrigava outros eventos culturais, como peças de teatro, apresentações de grupos de dança, shows musicais e formaturas.
Vale destacar que em 1966 o cinema foi palco de grandes nomes de nossa jovem guarda, momentos inesquecíveis para a população de Brotas e região.
De 1956 a 1976, a programação esteve a cargo dos fundadores do cinema. Em 1976, a Empresa Teatral Peduti Ltda., foi contratada para executar a programação, até 1978. Fechado por um período, o cinema foi reaberto em 1980.
Novamente ficou fechado por seis meses, reabrindo em 1981 e funcionando até 1990. Nesse ano, o prédio foi vendido e os novos proprietários o mantiveram em funcionamento até 1994. E exatamente no dia 5 de agosto de 1994 encerrou suas atividades.
Em março de 1977, o prédio do cinema acolhe, no seu piso superior, a Rádio Brotense, onde, aos oito anos de idade, o cantor Daniel faz seu primeiro programa radialístico, já demonstrando seu carisma e seus dons artísticos.
Muitos anos se passaram até que em 2004, o cantor José Daniel Camillo adquire o prédio do Cine São José. Chamou sua atenção o fato de que, mais uma vez, não somente o proprietário, mas também seu pai e irmãos levam José em seus nomes. Devoto também de São José e pelas coincidências, Daniel resolveu manter o nome do cinema.
A restauração do prédio começou em 2006, com todos os cuidados para se preservar ao máximo sua arquitetura. O cinema foi reinaugurado em março de 2009, no mês de São José.
Espaço Cultural
O local é ideal para realizações de reuniões, convenções e palestras. O espaço pode ser reservado para apresentações teatrais e shows.
Choperia
Agradável espaço localizado no piso superior do Cine São José.Ideal para o Happy Hour com os amigos ou com a família após assistir um ótimo filme.

Cafeteria
Aberta diariamente a cafeteria do Cine São José está localizada no piso inferior, em frente à entrada principal. O local funciona também como uma conveniência, com diversas opções em balas, doces, refrigerantes e é claro, a tradicional pipoca para ser degustada nas sessões do cinema.

Veja a postagem sobre a inauguração (clique aqui).


Colombo (São José do Rio Pardo - SP)

Endereço: Rua Marechal Floriano, 110
Telefone: (19) 3608.2820
Demolido o Teatrinho, seu espaço foi ocupado pelo Cine Teatro Colombo, da Sociedade Italiana, construído por João Bergamasco.
Foi inaugurado em janeiro de 1936.
Em 1979, uma reforma mudou a entrada lateral para o centro da fachada.
Em 1980, seu nome foi mudado para Cine Itália.
Em 22.03.1983, depois de grande reforma, foi reinaugurado. O nome voltou à denominação anterior: Cine Teatro Colombo.
Em 2002, uma arrojada e grande reforma, aumentou o patrimônio da entidade, com a construção, no andar superior, de um grande salão, onde funciona o Centro da Memória Rio-Pardense.


Texto e foto do site da Casa de Cultura Euclides da Cunha.

São Pedro (Itapetininga - SP)

Proprietários : Empresa de Cinemas São Pedro Ltda.
Diretor : Pedro Paulo Samarco
A partir de 1946, Bernardo Heynemam.
Endereço : Rua Dr. Campos Salles, 510 - Centro
Itapetininga - SP
Capacidade : cerca de 600 lugares
Em funcionamento ? : Não


Olana (Itapetininga - SP)

Inauguração : 10/02/1953
Proprietários : Empresa Cinematográfica Olana S.A.
Diretores : Aristeu Ortiz de Salles e Nelson Tonolli.
Endereço : Rua Monsenhor Soares, 425 - Centro
Itapetininga - SP
Capacidade : cerca de 1000 lugares
Antes, a partir de 30/11/1933, Cine-Theatro Ideal.
Depois, cine Itapetininga.
Em funcionamento ? :  Não. O prédio foi demolido.

Cine Teatro (São Manuel - SP)


Cine Teatro Municipal Dr. Alberto Pampado
Antigo Theatro de São Manuel.

Início das exibições cinematográficas : Dezembro/2002
Idealizador :
Nelson da Silva (empresário distribuidor de filmes na Capital)
Administradores (em 2008) :
Ana Carolina da Silva (filha de Nelson) e Fabrício Casquel Gil.
Para viabilizar a instalação da sala de exibição, Nelson da Silva investiu em poltronas adequadas, ar condicionado, bombonière e os equipamentos necessários para projeção dos filmes, ou seja, tela, som e projetor.

Endereço : Rua Epitácio Pessoa, 235 - Centro
São Manuel - SP
Telefone : (14) 3842.2800

Em funcionamento ? : Não
As exibições cinematográficas foram encerradas.

Notícia de 17/02/2017 :
Prefeitura apoia projeto de revitalização do Cine Teatro de São Manuel

2011
2011
2017
Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.

Arquivo do blog

ACESSE O BLOG INICIAL


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.